A entrevistada da semana é Verônica Sacer, casada com Davi Sacer à 11 anos, com quem tem dois lindos filhos, Breno de 5 anos e Maressa de 3 anos. Verônica é ministra de louvor no TRAZENDO A ARCA ao lado do esposo e de Luiz Arcanjo. É dela a voz que canta “... tua presença, tua presença é meu prazer...” em “Tua Graça me Basta” e a voz feminina de todos os duetos dos CDs do ministério. Recebemos e-mails diariamente e vários deles pedem um trabalho SOLO de Verônica Sacer, o que seria maravilhoso. Mas vamos esperar a resposta de DEUS sobre esse possível projeto. Verônica Sacer traz a arca, nasceu em 11 de junho, é ministra do Senhor em tempo integral.

Verônica Sacer

1. O que significa pra você hoje o Trazendo a Arca?

  VS: Um grupo de pessoas apaixonadas por Jesus e dispostas à cumprir o propósito para o qual Ele nos designou à cumprir em nossa geração,trazendo sempre à mente e aos corações que a presença e a aprovação de Deus é o que temos de mais importante, e é por causa de Jesus que estamos prosseguindo,e alcançando êxitos.

2. Como foi que você percebeu o seu chamado ministerial e como/quando começou a exercê-lo?


  VS: Sobre minha vida há um legado espiritual que mais cedo ou mais tarde iria se manifestar, falo issotambém do aspecto genético, pois venho de uma família de músicos, meu pai Joel Coutinho, é um excelente músico, compôs por muitos anos a formação da Sinfônica Brasileira. Nasci e fui criada envolvida com a música, e ainda bem pequena, aos 5 anos, meus pais e tios percebiam que eu era bem afinada. E assim comecei desenvolver o chamado de Deus em minha vida. Desde então nunca mais parei de cantar.

3. Como foi o seu encontro com Deus?


  VS: Tive e continuo tendo vários encontros com Deus, o primeiro foi com 9 anos de idade num culto doméstico onde estava eu,meu irmão Joel e minha mãe Lúcia,onde fui batizada com Espírito Santo. Foi inesquecível! Lembro-me que fui dormir falando em línguas! Minha experiência mais recente foi em Jerusalém, onde estivemos em outubro deste ano, e que em vários lugares Deus se manifestou à mim, me confrontando e me transformando. Sei que terei Encontros com Deus por toda minha vida, é uma necessidade e é assim que sou transformada e me torno mais semelhante à ELE a cada novo dia.

4. Conte-nos uma experiência com Deus que tenha marcado a sua vida.


  VS: Quando tinha 4 anos de casada,eu e Davi decidimos que estava na hora de vir nosso primeiro bebezinho. Mas o tempo estava passando, 2 anos de espera e nada de engravidar,então comecei a me preocupar, fiz todos os exames pra descobrir a causa da demora,os resultados eram excelentes, saúde perfeita. Foi quando o Davi decidiu ir ao médico e descobriu que estava com um problema que o impediria de me engravidar, com um risco altíssimo de nunca mais conseguir. Começamos a intensificar nossa rotina de oração, pedindo à Deus que nos desse um filho e daí Davi resolveu se submeter a uma cirurgia, mesmo sem a certeza de que poderia ter ou não um filho. Nesse tempo fui muito ministrada com uma música da Lagoinha..."O meu Deus é um Deus de milagres,não há limites para o seu poder agir,realiza o impossível,para Ele nada é tão difícil,e o maior milagre,já operou em mim"... Então 4 meses após a cirurgia,eu estava grávida do nosso primogênito Breno Sacer: o Breno é um milagre de Deus! E mais uma vez tivemos a experiência que o nosso Deus é um Deus que responde às orações. Glória, pois à Ele!!!

5. Você exerce seu ministério ao lado de seu marido, Davi Sacer. Como é poder servir à Deus ao lado de seu companheiro?

  VS: Nos conhecemos através de uma amiga em comum, chamada Eliane. Na época Davi estava na Jocum, e eu ingressaria na próxima escola (ETED). Essa amiga sempre me dizia: “Você tem que conhecer meu amigo Davi, ele canta muito e é um rapaz de Deus...”, da mesma forma dizia a ele: “Você tem que conhecer minha amiga Verônica, ela canta muito, é uma moça de Deus...”. Até que chegou o dia em que se formaram (Eliane e Davi eram da mesma turma). Aproveitei a oportunidade de conhecer a base de Jocum Rio, pois eu iria estudar lá em tempo integral, e fui lá conhecer o tão falado Davi. Quando nos vimos tivemos a mesma impressão, de que nos conhecíamos de algum lugar, lugar este que até hoje ficamos tentando descobrir. Muito engraçado (risos)! E assim aconteceu, nos conhecemos num campo missionário e antes de namorarmos já cantávamos no mesmo grupo de louvor o da Jocum. Isso mostra que nossa caminhada juntos ministerialmente não é de agora; mas tem sido hoje e será para sempre, pois o que Deus uniu não separa o homem, tenho isso pra mim como uma benção e um privilégio. Eu e Davi estamos juntos em todas as áreas, isso nos faz crescer e nos torna mais fortes a cada dia.

6. Qual é o preço mais alto que você tem pago diante desse chamado?


  VS: Hoje é o fato de ser mamãe e ter que abrir mão de estar sempre com meus filhos por causa dos meus compromissos ministeriais. Quem me conhece sabe que sou 100% mãe e que algumas vezes deixo de viajar por causa dos meus filhos, Breno e Maressa. Quando não dá pra deixar de estar com o Ministério, verdadeiramente é um preço que pago e altíssimo. Em agosto estivemos 20 dias no Japão, onde gravamos o nosso primeiro CD da série “Às Nações”. Fiquei muito apreensiva em ter que deixá-los em casa, mas fui porque Deus me falou claramente para eu ir, em última hora. Sempre é uma dor imensa ter que deixá-los. Em todo o tempo faço eles se sentirem participantes do nosso chamado, pra que venham a amar o nosso chamado e nunca acharem que ele nos afasta deles, pois sei que eles darão continuidade ao que nós começamos, eles têm crescido assim, brincam de compor, de ministrar igual a gente (risos). Graças a Deus eles reagem bem a essa nossa rotina, pois procuro conduzir isso com muita sabedoria, e estando longe ou perto deles sei que o Pastor de Israel, é quem fez o chamado e é o mesmo que os tem guardado. Esse é o preço, sempre haverá um preço pra quem exerce um chamado do SENHOR.

7. Como foi a decolagem da carreira de compositora no CD Deus de Promessas? O que esse álbum representou para você?

  VS: O CD Deus de Promessas foi a plenitude do tempo de Deus pro meu chamado ministerial, onde descobri que os cânticos que Deus me dava, se tornariam canções de várias pessoas no mundo. Um dia Deus me deu uma visão em sonho em que eu, Davi e Ronald compúnhamos uma canção que se tornava como um hino nacional, pessoas de todas as classes sociais entoavam esta canção. Acordei impactada e compartilhei o sonho com Davi. Era um sinal de Deus pra nós. Sempre oramos e adoramos juntos em casa e nessa época as crianças ainda eram bem pequenas, Maressa era bebê.
Então eu adiantava ao máximo minhas responsabilidades maternais e as de esposa, esperava as crianças dormirem e aí eu e Davi íamos para o nosso tempo de oração e adoração, sem a preocupação de fazer músicas, mas como sacerdotes do nosso lar estávamos preocupados em trazer a presença de Deus. Foi nesse cenário que começaram a nascer as primeiras canções do CD Deus de Promessas. Essas canções foram em parceria comigo, Davi e Ronald, ficamos admirados, pois os céus daquelas semanas estavam abertos. Davi e eu tínhamos a impressão que sempre faltava algo em algumas dessas canções,e aí começamos mostrar essas canções semi-prontas pro nosso amigo Ronald,que graças ao homem de Deus que ele é e ao grande talento ele completava o que faltava,entendemos assim que estava nascendo um CD,Ronald começou a receber canções até dirigindo. Foi uma experiência muito especial, esse CD pra mim é um divisor de águas, é um registro de que Deus pode levar alguém da tragédia pro triunfo.

8. Qual dos trabalhos realizados teve maior importância? Qual a canção do Ministério Trazendo a Arca que mais tem a ver com você? Por quê?

  VS: Essas canções são como filho pra nós, todas são bonitas e importantes.
O CD Marca da Promessa é muito especial, sou fã dele de carteirinha, acho todas as canções bonitas, e todas elas me ministram muito, mas a canção Marca da Promessa é a que mais me toca, sinto-me confiante e vitoriosa a despeito de toda luta ou temor, pois como a própria canção diz, há uma marca sobre mim que foi feita por Jesus quando Este esteve na cruz. Estou debaixo do Sangue de Jesus! Por isso nada pode me impedir, pois Jesus me marcou de uma vez por todas. E Ele é Fiel pra Cumprir o que promete!!! Isso é insuperável.


9. Quais as suas referências musicais? O que você tem ouvido ultimamente?

  VS: Sou nascida e criada no Evangelho, minhas referências são pessoas que marcaram minha geração em vários períodos desse tempo, como Ozéias de Paula, Vitorino Silva, Álvaro Tito, Vencedores por Cristo, Pescador, Grupo Logos, Altos Louvores, Asaph Borba, Adhemar de Campos, Cláudio Claro... Ultimamente tenho ouvido nosso CD Marca da Promessa e o novo álbum de um grande amigo nosso, Leonardo Gonçalves, que se chama ”Viver e Cantar”, que está lindíssimo, com letras profundas e com uma excelente produção. Vale à pena dar uma conferida.

10. Quais os seus projetos ministeriais?

VS: São aqueles que Deus tem pra mim, esses com certeza realizarei.

11. Deixe um conselho para todos aqueles que desejam trazer a arca do Senhor para esta geração.



  VS: A forma de trazer a Arca, está em II SM.6. O Rei Davi ali deu as pistas de que não é da nossa maneira, mas oferecendo à Deus sacrifício, negando-se a cada dia, é estando em santidade, e temendo ao Nome do SENHOR. Não importa a distância, se é pelos vales ou pelos montes, será preciso muita motivação sempre, muita alegria e disposição. Trazer a presença de Deus é a nossa maior recompensa, a partir desse ponto é que todas as outras coisas nos serão acrescentadas. O Rei Davi por amar e se importar com a presença de Deus foi o maior Rei da história de Israel. O SENHOR nos ensina através da atitude do rei Davi como deve ser feito. Tem que ser nos ombros, empreendendo esforço, é preciso andar em santidade e nunca desistir, independente do peso, o SENHOR é quem nos dá graça para seguir. Esse é o sacrifício de adoração que precisamos oferecer todos os dias: não desistir de andar nos caminhos retos do SENHOR, em renúncia e em submissão. Que o SENHOR esteja com todos nós nessa caminhada.

Para conhecer mais sobre a vida ministerial de Verônica Sacer visite o link Trazendo a Arca. Ali você encontrará informações adicionais, trabalhos que já realizou e uma parte escrita de sua caminhada cristã.